6 mitos e verdades sobre o câncer de próstata

6-mitos-e-verdades-sobre-o-cancer-de-prostata

Desmistificar a saúde masculina é uma ação muito importante para a conscientização e prevenção. Afinal, apesar de possuírem a expectativa de vida mais baixa do que as mulheres (72,5 anos para os homens e 79,6 para as mulheres segundo o IBGE), os homens são aqueles que menos vão ao médico ou cuidam da própria saúde. De acordo com o Ministério da Saúde, mais de um terço dos homens não cuida da própria saúde. Isso precisa mudar. 

Trazemos hoje algumas questões que são mitos ou até mesmo tabus e, muitas vezes, podem impedir ou inibir o homem de consultar seu médico regularmente. O câncer de próstata é causa de morte 28,6% da população masculina. Fique atento!

1. Homens idosos

O câncer de próstata não afeta somente homens idosos. Ele é sim mais comum a partir dos 65 anos, porém homens de todas as idades podem sofrer com esta doença. Por isso, é preciso ir regularmente ao médico para realizar exames que permitam a detecção precoce da doença. 

2. Atividade sexual

Estudos já mostraram que homens que relatam ejaculações mais frequentes teriam um menor risco de desenvolver o câncer de próstata. Porém, a simples ejaculação frequente não é associada ao câncer de próstata.

3. Fim da vida sexual

O tratamento para o câncer de próstata não necessariamente significa o fim da vida sexual. Quando o tratamento envolve cirurgia, por exemplo, dependendo da localização e tamanho do tumor, nervos que controlam a ereção peniana podem ser lesionados. 

A recuperação vai depender da idade do paciente e de outros fatores, como histórico de problemas de ereção. Cerca de metade dos homens após o tratamento ainda terão bom desempenho sexual. Outros poderão apresentar impotência de moderada à severa. A prevenção e consultas rotineiras podem evitar esse cenário.

4. Histórico familiar

Mesmo que não exista histórico familiar de câncer de próstata, isso não impede que homens sem histórico na família não desenvolvem a doença. No caso do histórico, as chances de desenvolver a mesma doença dobram. Porém todos os homens devem se cuidar.

Além disso, homens negros têm 60% mais propensão a desenvolver câncer de próstata e 2,4 mais chances de morrer pela doença. 

5. Vasectomia

A realização da vasectomia não está ligada ao câncer de próstata, de acordo com estudos recentes.

6. Exame de toque

Esse é um dos maiores mitos. Dizem por aí, de forma errada, que fazendo o exame de sangue PSA não seria mais necessário fazer o exame de toque retal. Na verdade, o exame de PSA é apenas o primeiro passo para o diagnóstico positivo ou negativo. Ele é complementar à avaliação dos fatores de risco do paciente e ao exame de toque.

Fonte: OncoGuia

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jéssica
Conversar via WhatsApp